Secretaria de Saúde Estadual convoca municípios da Zona da Mata e Vertentes para esclarecer detalhes sobre o combate contra a “Febre Amarela” em Minas Gerais

Secretaria de Saúde Estadual convoca municípios da Zona da Mata e Vertentes para esclarecer detalhes sobre o combate contra a “Febre Amarela” em Minas Gerais

A Secretaria de Saúde Estadual, na pessoa do Subsecretário de Vigilância e Proteção à Saúde Rodrigo Fabiano do Carmo Said, convocou uma reunião de emergência, marcada na última quarta, para essa sexta-feira, dia 12 de janeiro, com os representantes dos municípios da Zona da Mata e Vertentes do estado de Minas Gerais. A reunião aconteceu na cidade de Juiz de Fora, na Diretoria Regional de Saúde (Palácio da Saúde), onde estiveram presentes, secretários de saúde de vários municípios, representantes de conselhos e agentes ligados a epidemiologia. O assunto a ser tratado era sobre o combate a “Febre Amarela”, uma vez que após a confirmação do óbito pela doença na cidade de Mar de Espanha, e a suspeita de um segundo óbito na cidade de Goianá, alarmou a população da região.

O Subsecretário Rodrigo Said explicou diversos pontos sobre os dados presentes no estado e em especial a região da Zona da Mata. Rodrigo colocou em foco que a maior importância agora é a imunização da população, uma vez que diversas cidades ainda estão abaixo do índice considerado ideal, com a vacinação atingindo acima de 95% dos munícipes.

Após explicações e apresentação de dados, foi aberta a discussão entre os participantes que lá estavam, sendo a primeira pergunta vinda do representante do Conselho Municipal de Saúde de São João Nepomuceno, Eduardo Abreu, que questionou o Subsecretário sobre o risco que poderá haver com a realização do carnaval nos municípios que são considerados área de risco e se na nossa região, com a confirmação de um óbito e a suspeita de mais um, já poderia ser considerado estado crítico.

Rodrigo em suas respostas explicou que não há riscos para a população moradora dos municípios da região, e que o risco será de quem vir sem estar imunizado. Sobre a questão da real situação da região, foi explicado que ainda não há números altos para considerar a região em um estado de calamidade ou em estado critico, mas para que isso não aconteça, as secretarias municipais haveriam de intensificar as campanhas de vacinação.

Durante a reunião, onde a equipe da Rádio Difusora estava presente, nas pessoas do comunicador e locutor, Luiz Carlos Dutra e do repórter fotográfico, Israel Malthik, foi dada oportunidade para diversos presentes a questionarem e tirarem suas dúvidas. Um dos dados importantes que foi explicado é que a partir deste momento, além do cadastro no sistema estadual, quando um cidadão for apresentado em alguma unidade de saúde com sintomas de “Febre Amarela”, será feito um contato direto por telefone com uma central especializada que auxiliará no procedimento e orientação e se necessário remoção do paciente para o centro referente que ficará sob a responsabilidade do Hospital João Penido, na cidade de Juiz de Fora.

Após o encerramento da reunião, em contato com o Secretário de Saúde de São João Nepomuceno, Isaías Sporch de Freitas, foi questionado sobre os rumores de que a Secretaria de Saúde havia localizado dois macacos mortos dentro do território da cidade, próximo ao povoado de Santa Ana (Bariti). O secretário explicou que uma carcaça (apenas ossos) foi localizada e imediatamente o Centro de Epidemiologia da cidade foi acionado, porém devido o nível de decomposição já avançado, não foi possível enviar para a analise, não sabendo afirmar se era mesmo de um primata. Isaías relatou à equipe de reportagem que a campanha esta sendo feita e que na próxima segunda-feira, dia 15 de janeiro, será iniciado uma força extra para alcançar uma maior imunização aos munícipes, uma vez que em dados atualizados, São João Nepomuceno já chega a 84,7% da população vacinada. Em entrevista, Isaías lembrou e ressaltou que o maior risco afirmado pelo Subsecretário Rodrigo , é na zona rural onde o vírus da doença se propaga, e que ainda não há relatos em Minas Gerais de contaminação por mosquito em área urbana.

Rádio Difusora FM 97,3
Informação com responsabilidade

Autor do texto e foto: Israel Malthik

Israel Malthik

Nasceu em São João Nepomuceno. É Técnico em Administração e Fotografia Artística. Foi fotógrafo da APCEF (Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal). Premiado por diversos clubes e grupos fotográficos. Atualmente é fotojornalista da Rádio Difusora de São João Nepomuceno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *